top of page

A ilha artificial foi originada pela inundação do terreno circundante pelas águas da lagoa, que se formou em 1938 após represamento do ribeirão da Pampulha, no projeto modernista de planejamento da região. Houve um projeto de Burle Marx para seus jardins, com o intuito de proporcionar passeios de barco até a ilha, porém atualmente seu acesso é restrito à autorização da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e da Superintendência de Desenvolvimento da Capital (Sudecap). O abandono da ilha pela prefeitura possibilitou que ali se desenvolvesse um ecossistema sem a presença humana, com muitas espécies de árvores e pássaros. Frequentam a ilha também jacarés e capivaras.
A vista da ilha nos proporcionou uma experiência contemplativa, com suas cores, seus verdes, amarelos, cinzas, rosas, que variam intensamente ao longo da tarde, ao som de diferentes pássaros. A ilha sofre com a poluição da lagoa, sendo um local de acúmulo de lixo, onde seus habitantes tentam sobreviver por entre os resíduos, formações geológicas outras que se apresentam como cenários do antropoceno.


27/03/2023

bottom of page